É a Energia de Yang e de Yin Que Nos Ajuda a Evoluir

A energia yang serve para lutar, mas lutar para quê?

Abandona o ego, para que possas reduzir a energia yang, para que a energia Yin entre a possas ser mais proativa, mais para a frente, mais pacata, mais interiorizada, mais recetiva.

Tu não vens à terra apenas para ser feliz, vens à terra para te trabalhares.

Vens a terra trabalhar os teus medos, os teus desconfortos, trabalhar as tuas limitações.

Cada medo, cada desconforto é um bloqueio energético provocado por uma memória kármica.

Pela memória de um trauma realizado numa vida passada.

Cada um desses bloqueios deve ser desfeito.

Se conseguires ir desfazendo cada bloqueio, e não acumulares outros nesta vida, estarás realmente a preparar-te para a ascensão.

Então, se vens à terra trabalhar cada um dos teus bloqueios, o que é que precisas de fazer?

Passar por eles, vivenciá-los, percebê-los e aceitá-los.

A partir daí, dessa aceitação de que a dificuldade existe, um lento fenómeno começa a acontecer.

Depois de colocares consciência no medo, começas a retira-lhe a força.

Por conseguinte, torna-se fácil adivinhar o que acontece aos medos quando tu decides vivenciá-
-los.

Eles pura e simplesmente começam a desaparecer.

E onde entra o yang nesta história? Onde anda a força, a vontade, e às vezes até um pouco de ego?

Na determinação em escolhes encarar os medos. Encarar de frente as dificuldades.

Vivenciá-las, até deixarem de fazer sentido.

Uma agressão pronunciada muitas vezes perde a força.

Um medo encarado várias vezes, também perde a força.

Esta parece a teoria do sofrimento, do sofrer é que é bom, não é?

Mas há uma grande diferença. Até hoje apregoava-se que sofrer dignificava o homem.

O homem sofria para ser digno. Procurava o sofrimento para ganhar a dignidade.

Se notares era um pensamento de fora para dentro.

O homem sofria porque a sua ação iria fazê-lo ser qualquer coisa.

Mas o inverso é que é verdadeiro. Primeiro terás de ser alguma coisa, e depois te comportarás como tal.

Não passas a ser algo por agires como tal. Portanto.

Quando se diz que tens de encarar o sofrimento, não é para procurá-lo. É sim, para não fugir dele. Para, se ele estiver
à porta, vivenciá-lo.

Passar por isso, deixar doer, no centro do peito, ir até ao fundo do poço sem se vitimizar, sem achar que a culpa é do outro.

Teres a consciência que a responsabilidade é absolutamente sua, pois é a consequência de uma acção ou emoção tua, nesta ou noutra vida.

E é Para Isso Que é Preciso Ter a Energia de Yang.

É para isso que é preciso ter coragem, coragem de se fragilizar e encarar a dor que vier as vezes que forem necessárias até parar de doer.

Parar de doer, não porque racionalizaste e pensaste que é melhor colocar a atenção noutra coisa.

Parar de doer, não porque tomaste um antidepressivo e paraste de sentir.

Parar de doer, não porque num fanatismo confortável, rezas a Deus e pedes que Ele te resolva as coisas, numa atitude nítida de fuga às tuas realidades.

Até parar de doer, significa que tiveste coragem de ficar  ali, a sentir a dor, sentir tão profundamente, que te misturas com ela.

Até que um dia ela se foi. Desfez-se como uma nuvem que se dissipa por cima do oceano. A dor veio, tu encaminhaste- a e ela foi-se. É para isso que serve o yang. É para isso que serve o ego.

Para conseguires, no meio da escuridão, encher-te de luz e dizer:

«Eu mereço ser feliz, eu gosto de mim o bastante ao ponto de ficar aqui, parado, deixando a dor vir no seu maior
significado, para depois me deixar, definitivamente. Eu mereço ser feliz. E quando esta dor passar, eu sei que terei conquistado mais um lugarzinho no céu.»

É para isso que serve a coragem.

A diferença entre vivenciar uma situação de dor da maneira tradicional e desta nossa forma espiritual é a seguinte:
enquanto na forma tradicional a pessoa pensa que é uma vítima do destino, que lhe fazem mal sem motivo aparente
e que ela não controla a situação, na forma espiritual a pessoa sabe que, se lhe dói é porque é preciso trabalhar, e procura passar por isso o maior número de vezes possível para ir gastando, para que, com o passar do tempo, à força de tantas vezes sentir a mesma coisa, o coração se abra e o bloqueio finalmente seja superado.

Em destaque aqui no artigo!

Oferta do ebook “O Segredo do Meu Sucesso” – Uma história de Superação. Ou seja a minha história, nela eu conto como passei de cuidadora de idosos a Consultora de Marketing Digital e a viver da minha paixão. Se eu consegui, também vai conseguir ser livre para poder viver da sua paixão.

Clica na Imagem ou aqui para receber o ebook no seu email.

O meu objectivo é ajudar cada vez mais pessoas a crescer e a evoluir na matéria.

Se gostas do artigo, deixa um comentário e partilha.

Muito grata!

Um abraço!

Ju Faria