7 Mitos e Verdades dos Empreendedores de Sucesso

7 Mitos e Verdades dos Empreendedores de Sucesso

Maio 12, 2019 0 Por Ju Faria

Conhece os 7 Mitos e Verdades dos Empreendedores.

Todos nós já ouvimos falar muito sobre os empreendedores de sucesso. Contudo, nem tudo é verdade e na maioria das vezes são apenas mitos.

Para compreendermos melhor os empreendedores de uma forma geral, vou te apresentar mitos e verdades que se passam no dia de hoje, sobretudo nos empreendedores online, no qual faço parte.

Os 7 Mitos e Verdades sobre os empreendedores são:

  1. Mitos da Ideia Desenvolvida na Garagem.
  2. Mitos da Sorte.
  3. Mitos da Intuição Ser Mais Importante Que o Planeamento.
  4. Mitos do Empreendedor Que Assume Riscos Deliberadamente.
  5. Mitos de que Ganhar Dinheiro é a Principal Motivação do Empreendedor.
  6. Mitos do Empreendedor Nato.
  7. Mitos de que Ter Sócios Não é Bom.

7 Mitos e verdades sobre vários tipos de empreendedores, nas mais variadas áreas.

1- Mito da Ideia Desenvolvida na Garagem.

É muito comum ouvirmos histórias de negócios criados na garagem e que se tornaram grandes sucessos, transformando os seus sócios milionários. Mas será que não há muito romantismo nessas histórias?

O que é mito e o que é realidade? Os pesquisadores americanos e irmãos Dan Heath e Chip Heath argumentam que dificilmente negócios criados na garagem chegam ao sucesso e contrariam vários outros estudiosos do assunto, deitando por terra a tese de que basta uma boa ideia, um empreendedor genial e o sucesso aparecerá.

Histórias conhecidas e que já são populares, como o caso mais recente dos fundadores do youtube, Steve Chen e Chad Hurley, comprovam a tese dos irmãos Heath. Em síntese, eles argumentam que precisas ter experiência prévia na área. Para aumentar as tuas hipóteses de teres sucesso, o que pode ocorrer se tiver trabalhando antes em alguma empresa que atua no sector em que estás a criar o teu negócio.

Outro exemplo clássico é o caso de Steve Jobs, o criativo líder da Apple. Jobs foi funcionário da Atari (empregado número 4o da empresa) e da HP ( Hewlett-Packard) antes de criar a Apple.

Muitas pessoas dizem que criar um negócio do nada na garagem e ter sucesso não passa de um grande mito. Contudo é um mito errado.

Porque a verdade é que nos dias de hoje e cada vez surgem grandes ideias que começam na garagem ou no canto de uma sala, (como é o caso de um casal de amigos).

O mais importante não é se o negócio começa numa garagem, escritório, na rua, no sofá da sala ou numa grande empresa. O que importa é que a ideia seja geradora de dinheiro e sobretudo que ajude e /ou de alguma forma seja a solução para as pessoas.

Tens uma boa ideia, mas não a sabes implementar? Fala comigo!

empreendedores

2º Mito da Sorte.

Penso que este é um dos mitos mais conhecidos, contudo pouco explicados sobre os empreendedores, que não consideram a sorte como algo que os fez bem-sucedidos.

A sorte está ligada à probabilidade, como o que ocorre nos jogos, a algo que não depende da pessoa para acontecer.

Para ganhar na loteria é preciso jogar na lotaria e contar com a probabilidade. Existem pessoas que reclamam que nunca ganham nada, mas também nunca jogam e, dessa forma, a probabilidade é pequena (como também acontece aqueles que jogam). Para conseguir um bom emprego, não basta apenas ter pensamento positivo, há que ter uma  preparação, ter um bom currículo e vencer a concorrência… E a sorte?

A falta de sorte é sempre o principal argumento dos que não conseguiram o lugar, para explicar por que não ficaram com o emprego, ou não conseguem ter sucesso.

Para convencer investidores a colocarem recursos no teu negócio, não há que contar com a sorte, há que ter um bom projecto, uma boa equipa, conhecer as pessoas certas…, ou seja, tens que correr atrás dos teus objectivos!

A verdade é que a sorte é um argumento ou uma desculpa dos que ficam há espera por algo, dos que não têm iniciativa, dos que precisam de uma explicação para falar do sucesso alheio.

Empreendedores não perdem tempo à espera da sorte. Eles fazem a sorte acontecer. Para os empreendedores, a sorte é o encontro da oportunidade com a capacidade de realização.

Os empreendedores planeiam estratégias constantemente para conseguirem os seus objectivos, é não é sorte. è trabalho, empenho, foco.

Mito da Intuição Ser Mais Importante Que o Planeamento.

O planeamento é tido como a principal ferramenta do empreendedor. Mas muitos dos empreendedores de sucesso de hoje nem sabem o que é, e nem como fazer um plano de negócios.

Parece contraditório com o que prega a teoria empreendedora. Então, como explicar o sucesso daqueles que não planeiam?

Na verdade, muitos empreendedores de sucesso fizeram o planeamento informal, não detalhado e não necessariamente em formato de um plano de negócios.

Isto por dois motivos:

  1. Não sabiam como planear ou desenvolver um plano de negócios;
  2. Não queiram perder tempo planeando, pois estava ansiosos por fazer acontecer.

Contudo, muito empreendedores que deviam de ter planeado melhor para evitar erros. Porem isso não explica por que conseguiram chegar ao sucesso sem um planeamento inicial, seguindo apenas a intuição.

O mito aqui é de que se acredita que não há nenhum tipo de planeamento, há, de fato um controlo financeiro mínimo e um planeamento de custos e despesas, que por si só, já contribui para o desenvolvimento no negócio.

A verdade é que, assumir riscos é uma característica da maior parte do empreendedores de sucesso, que gostam de arriscar, mas buscam saber até quando podem perder na empreitada caso algo não ocorra conforme o planeado. Eles sabem que arriscar pode trazer muito bons resultados.

Sabem também que arriscar por trazer consequências menos positivas, contudo sabem que tudo é aprendizagem e crescimento pessoal e profissional. Aprender com os erros faz parte do processo.

4º  Mito do Empreendedor Que Assume Riscos Deliberadamente.

Assumir riscos também é considerada uma característica típica do empreendedor, mas o tipo de risco calculado.

Os empreendedores não colocam todos os ovos no mesmo cesto. Analisam bem o cenário, dividem os riscos em pequenas partes, porém, quando dividem os riscos, dividem também as recompensas.

Para além de assumir riscos calculados, gostam de arriscar. Poucos empreendedores de sucesso arriscam sem pensar ou sem calcular os riscos, ratificando que arriscar por arriscar não passa de um mito ou ato de insensatez daqueles que acham que, para ser considerado empreendedor, deve-se apostar alto sem pensar nas consequências.

Este ainda é um dos mitos mais difundo acerca dos empreendedores de sucesso. A verdade é que o lema dos empreendedores vencedores é apostar alto sempre, desde que os resultados possam ser mesurados e as eventuais consequência negativas possam ser gerenciadas e minimizadas.

As vezes é preciso dar o passo para o chão aparecer. O universo funciona em pré-pagamento.

Mito de que Ganhar Dinheiro é a Principal Motivação do Empreendedor.

O que leva uma pessoa a tornar-se empreendedor? Esta pergunta é importante quando se discute sobre motivação empreendedora. Por norma começar a trabalhar por conta próprio é considerado hoje uma alternativa a falta de emprego, por precisar de um rendimento extra ou porque realmente precisa e quer mudar de vida: deixar de trabalhar para outros, realizar sonhos, ter mais tempo, mais saúde…etc.

A esmagadora maioria das pessoas quando começam é pelo dinheiro, mas depois não é isso que as motiva, mas sim a paixão que desenvolvem ao descobrirem a sua verdadeira vocação.

É comum supor que não há mito nenhum relacionado ao empreendedor que busca criar o próprio negócio porque quer ficar rico.

A verdade é que para os empreendedores de sucesso, ganhar dinheiro não é a principal motivação, apesar de ser um importante factor multinacional. O que eles querem é a independência, a autonomia, a liberdade, a auto realização, a superação dos objectivos e a possibilidade de ver os seus sonhos se concretizarem são também factores que motivam o empreendedor a seguir em frente, apesar dos grandes desafios da jornada empreendedora.

E quando o empreendedor consegue implementar as suas iniciativas atingir o sucesso, é legitimo que desejem obter também uma boa recompensa financeira, pelo trabalho realizado. Ou seja, ganhar dinheiro para o empreendedor é consequência da realização acertada dos seus projectos.

6º Mitos do Empreendedor Nato.

Para se ser empreendedor de sucesso, a pessoa precisa nascer com um dom? Claro que não.

O empreendedor nato, é aquele que parece que “nasceu pronto” e se torna um modelo para os outros seguirem.

A verdade é que, aqueles que não tiverem o privilégio de nascer com esse dom, podem adquir habilidades empreendedores com o passar do tempo, mudar suas atitudes em direcção a um comportamento mais empreendedor, aprender técnicas de gestão essenciais para aplicar no negócio próprio e utilizar se da própria experiência de vida para fazer acontecer.

Tanto é verdade que muitos empreendedores de sucesso começam as suas actividades empresariais depois dos 50, 60 e 70 anos. Ou seja nunca é tarde para empreender.

Apesar do fascínio que os empreendedores natos causam na maioria das pessoas, e do fato de que realmente são indivíduos diferenciados, generalizar que para empreender é necessário ser nato é mais um mito que uma constatação, pois estes são excepções á regra.

7º Mito de que Ter Sócios Não é Bom.

Um grande mito que envolve os empreendedores é o de que essas pessoas diferenciadas, que assumem riscos, que não se contem com a mesmice, são autos-suficientes, não precisam de sócios, ou seja, são super-homens ou mulheres-maravilha.

Isto ocorre porque é comum observarmos exemplos de empreendedores de sucesso em jornais, revistas, livros, programas televisivos, entre outras mídias, com foco excessivo no empreendedor de forma individual.

É claro que as empresas de sucesso sempre tiveram em sua génese alguém especial que vislumbrou o que a empresa seria um dia e acreditou que poderia construir uma grande organização, mas ninguém faz isso sozinho.

A verdade é que o trabalho em equipa é essencial para o sucesso de qualquer empresa ou organização. ter uma sociedade é importante, é essencial e determinante para o sucesso de qualquer negócio. Por isso deve de ser tratado como um assunto serio.

O mito de ter um sócio não é bom, está errado. A causa de as vezes não dar certo está na escolha dos sócios e não no facto de se ter sócios.

Como empreendedora online e independente a trabalhar a partir de casa, não preciso propriamente de sócios, mas tenho o que se chama parcerias. Isso sim também muito importante.

Conclusão

Em tudo na vida é preciso perceber que mitos muitos vezes são crenças antiga e limitantes. E por isso é preciso ir sempre ao encontro da verdade nestes novos tempos em que as coisas estão muito diferentes e cada vez mais iram ser.

Será que tudo isto faz sentido para ti? Deixa um comentário e se gostaste do artigo partilha.

Oferta do Ebook “Como Criar Um Sistema de Marketing Digital Para o teu Negócio

Clica na imagem ou AQUI e recebe o ebook no teu email, porque vai ajudar-te a atrair para o teu negócio as pessoas que já querem o que tens para vender.

Espero ter ajudado e gratidão por estares aqui.

Um abraço.

Ju Faria