Ju Faria

Consultora de Marketing Digital & Business Coach

Arquivo de etiquetas fazer a diferença

PorJu Faria

O Que Significa Ter Cultura de Grupo?

Ter Cultura de Grupo é Estar Em Sintonia Com a Equipa.

Se queremos ter sucesso, sozinhos nunca o conseguiremos.

Qualquer pessoa de sucesso ou que queira ter sucesso, nunca o conseguirá sozinho.

Por Exemplo;

      • Um Cirurgião nunca pode fazer uma cirurgia sozinho sem a sua equipa;
      • Um Escritor nunca pode publicar um livro sozinho, tem de ter também um grupo de pessoas a colaborar;
      • Um Cantor, não faz sucesso sem a sua banda;
      • Um Cristiano Ronaldo nunca conseguiria ser 4 vezes o melhor do mundo sozinho;
      • Um Construtor nunca conseguiria construir uma casa sozinho;

Nada se faz, nada se constrói, sem uma boa equipa e para se ter uma boa equipa a funcionar tem de existir, o que se chama de Cultura de Grupo.

No Empreendedorismo Digital, no Trabalho Online é exactamente e mesma coisa, temos de ter uma boa Cultura de Grupo.

Ter Cultura de Grupo é Ter a Consciência de Que;

Um Grupo serve  um propósito que é fazer tudo aquilo que nós não sabemos fazer.

O Grupo serve para preencher os espaços em branco para as competências de uns compensarem as faltas de conhecimento dos outros.

Para que tudo corra bem, tem de se estar muito bem conectado e ter formas de comunicação.

Faço parte da Comunidade da Trio aonde existe uma excelente Cultura de Grupo.

Desde que comecei a trabalhar pela Internet como Empreendedora e Blogger, que faço parte de Grupos e por isso sei a importância que tem a Cultura de Grupo.

SOZINHA JÁ MAIS CONSEGUIRA TER O DESENVOLVIMENTO PESSOAL E PROFISSIONAL QUE TENHO HOJE.

Porquê?

Sem apoio, sem trabalho de equipa, sem ajuda de pessoas que sabem mais do que eu seria impossível, tornar-me numa profissional.

Manifesto da Tribo Mostra o Que Somos, O que Fazemos, e Porque Fazemos

E a Nossa Cultura de Grupo é simplesmente isto; Estamos a 100% Determinados em Realizar O Nosso Potencial, Sermos Ricos de Tudo e em Fazer a Diferença Nas Vidas de Outras Pessoas.

E isto só se consegue trabalhando em conjunto para o mesmo fim.

Comunicamos través da Internet, pelos grupos do Skype, pelos Hangouts e Facebook.

Comunicamos pessoalmente nos eventos, Aula Magna que é um dia de escritório um vez por mês, cá em Portugal e em Espanha.

Depois e o melhor de todos para mim pessoalmente, são os Eventos como o Revolution e agora em Abril vamos ter novamente o Rise.

Isto acontece de seis em seis meses e é Maravilhoso em termos pessoais e profissionais.

Muito grata por estares aqui!

PorJu Faria

[Livro Recomendado] O Líder Sem Titulo de Robin Sharma

Líder Sem Titulo de Robin Sharma,um livro para toda a gente lêr.

Este foi o livro que acabei de ler, e adorei.

É um dos meus favoritos, devido ás lições de vida que nos transmite.

Essas lições podem e vão de certeza fazer a diferença na sua vida.

Neste vídeo falo um bocadinho do conteúdo e faço-te uma pergunta.

Ora vê! 

O Líder Sem Titulo um livro único.

O autor usou personagens fictícias para mais facilmente passar a sua mensagem, e na história, o primeiro professor, levou o seu aluno ao cemitério, onde estavam escavados dois túmulos, ao lado um do outro.

Dentro de um dos túmulos estava escrito sobre “Os Dez Desgostos do Homem” e no outro estava escrito sobre Os Dez Triunfos do Homem.

Em qual destes túmulos gostarias de ser sepultado?

Neste? Acho que não!

Os Dez Desgostos do Homem:

  1. Chegas ao fim dos teus dias e a canção brilhante que a tua vida deveria cantar continua silenciosa para ti
  2. Chegas ao fim dos teus dias sem nunca teres provado o poder natural que te pode levar a fazer grandes trabalhos e concretizar grandes feitos.
  3. Chegas ao fim dos teus dias e apercebes-te de que nunca inspiras-te outra pessoa pelo teu exemplo.
  4. Chegas ao fim dos teus dias repleto de dor por concluíres que nunca correste roscos ousados, e por isso nunca recebeste grandes recompensas.
  5. Chegas ao fim dos teus dias e compreendes que perdestes a oportunidade de vislumbrar a perfeição, porque aceitaste a mentira de que tinhas de te conformar com a mediocridade
  6. Chegas ao fim dos teus dias desiludido por nunca teres aprendido a transformar a adversidade em vitória, o chumbo em ouro.
  7. Chegas ao fim dos teus dias arrependido de teres esquecido que o trabalho visa ajudar radicalmente os outros, não serve para te ajudares só a ti próprio.
  8. Chegas ao fim dos teus dias com a consciência de que acabaste concebido para seres por viver a vida para a qual a sociedade te treinou, e não a vida que verdadeiramente querias ter.
  9. Chegas ao fim dos teus dias e acordas para o facto de que nunca deste o teu melhor nem tocaste o génio especial que foste concebido para ser.
  10. Chegas ao fim dos teus dias e descobres que podias ter sido um líder a ter deixado este mundo muito melhor do que quando cá chegaste. Mas recusaste-te a aceitar essa missão porque tinhas medo. Por isso fracassaste. E desperdiçaste uma vida.

Ou Preferia Este? Tenho a certeza que este seria o ideal para si.

Os Dez Triunfos do Homem:

  1. Chegas ao fim repleto de felicidade e realização, ao concluir que estás completamente gasto – que correste a todos os teus talentos, aos maiores dos teus recursos, e ao melhor do teu potencial fazendo boas obras e vivendo ao mais alto nível
  2. Chegas ao fim sabendo que agistes a um nível de excelência e estiveste à altura do mais exigente dos padrões em tudo o que fizeste.
  3. Chegas ao fim a celebrar euforicamente a audácia de espírito que te permitiu confrontar regularmente os teus maiores receios e concretizar as tuas maiores visões.
  4. Chegas ao fim e reconheces que te transformaste numa pessoa que ajudou os outros a crescer em vez de os diminuir.
  5. Chegas ao fim sabendo que,embora a tua viagem possa não ter sido isenta de percalços, sempre que caíste, imediatamente te levantas-te – e, em todos as situações, nunca perdeste optimismo.
  6. Chegas ao fim e desfrutas da espantosa glória das tuas fenomenais façanhas, juntamente com o importante valor com que contribuíste para as vidas das pessoas para quem tiveste a sorte de trabalhar.
  7. Chegas ao fim e gostas da pessoa forte, ética, inspiradora e compreensiva em que te tornaste.
  8. Chegas ao fim e apercebes-te de que foste um inovadora genuíno, que desbravou novos caminhos em vez de seguir velhas estradas.
  9. Chegas ao fim rodeado de colegas de equipa que te chamam uma estrela, de clientes que te dizem que és um herói e de familiares que te descrevem como uma lenda.
  10. Chegas ao fim como um verdadeiro Líder Sem Títulos, sabendo que os teus grandes feitos irão perdurar muito para lá da tua morte, e que a tua vida representa um modelo de possibilidades. 

Então meus amigos e amigos, vamos trabalhar para que quando chegar aos vossos últimos dias, sintam tudo isto que aqui está escrito.

Para isso recomendo muitíssimo este livro Líder Sem Titulo do Robin Sharma.

Sim! Porque não te vou contar a história, tem de ser o leitor a fazê-lo.

Só posso acrescentar que pode ser Um Líder Sem Titulo do Robin Sharma, faça o que fizer, goste ou não do que faz profissionalmente e esteja aonde estiver.

Porque é um dos melhores livros de desenvolvimento pessoal que já li!

Espero que a leitura deste livro o venha a ajudar muito.

Muito grata por estares aqui!