História de Superação de Ju Faria Consultora de Marketing

No Palco do Revolution Conto A Minha História de Superação!

Durante anos, sonhei que subia aquele palco, muito antes da Tribo estar ali, para contar a minha história de superação.

Em Novembro de 2018 realizei o meu sonho, o meu desejo de o fazer.

O Rui pelo messenger disse-me que eu ia, contar a minha história de superação, fiquei feliz, mas também nervosa porque parece que é fácil mas não é.

Quando fui chamada pelo Rui, lá ganhei coragem e contei de forma resumida, é claro a minha história de superação.

Clica no vídeo e vê a minha apresentação!

Depois de fazer esta apresentação no evento Revolution, decidi escrever um ebook com a minha história de superação, que ainda não terminou.

Por que, ainda tenho muitos desafios pela frente. Estamos sempre a ser desafiados e eu adoro um bom desafio.

Agora que comecei a trabalhar só como consultora de marketing e business coach, passei a estar responsável pela minha vida.

E é agora que vou verdadeiramente aprender. Aprender a ensinar-te e viver dos teus sonhos.

Vou ensinar-te a fazer marketing de forma correta, do teu negócio, seja ele qual for.

Vou ter contigo online ou pessoalmente a ensinar-te na prática e a ajudar-te a compreender tudo o que envolve fazer um bom marketing.

Quero te oferecer também o meu ebook “O Segredo do Meu Sucesso” onde conto a minha história. Clica na imagem e regista-te para receberes no teu email uma copia e mais informações

Espero que tenhas gostado da minha História de Superação e se quiseres deixa um comentário e partilha.

Grata por estares aqui!

Ju Faria


A História do Alexandre, o Grande e o Eremita

Encontrei esta história, num pequeno livro de compilações, que tenho em casa.

Gostei imenso da mensagem e resolvi partilha-la contigo.

“Alexandre, o Grande, atingira o auge da glória.

Rei da Macedónia, submetera os gregos e vencera os persas, dobrara o Egipto, transpusera o Eufrates, atravessara o Tigre e chegara ao indo, tomara Persépolis e a Babilónia, sem nunca enfraquecer nem submeter-se.

A sua reputação estendia-se do Oriente ao Ocidente, mundos do seu duplo poder.

As suas legiões, haviam enfrentado e vencido muitos povos, a a sua omnipotência estava solidamente estabelecida na Terra.

Ele conhecer tudo: das maiores vitórias , ás imensas riquezas.

E como fora aluno de Aristóteles, estava impregnado de educação e inteligência.

Um dia, numa das suas marchas, atingiu o pôr-do-sol, parou e montou acampamento.

De seguida, pediu então que chamassem um sábio para o instruir ainda mais.

Mandou procurar um mestre que pudesse transmitir-lhe o conhecimento que ele, embora imperador, ainda não possuía.

Pois era só com saber que ele poderia continuar a ser Alexandre, o Grande.

Alguns dos seus homens, indicaram-lhe um mestre de sabedoria superior, um eremita que vivia nos confins das falésias.

Outros afirmavam que ele era louco.

Alexandra, que só acreditava nas suas obras, quis tirar as suas próprias conclusões e mandou chama-lo.

Mas o eremita não pretendia sair da sua gruta.

O mensageiro insistiu, chegou mesmo a ameaça-lo, lembrando que o grande Alexandre tinha o poder supremo, pois era rei dos dois mundos

O sábio, porém não se impressionou, e respondeu que não precisava de obedecer àquele imperador do qual não dependia, acrescentado ainda que ele era o senhor daquele de quem o rei Alexandre era servidor.

E como ele era o senhor, não pretendia ser incomodado por um servidor.

Quando o Rei Alexandre ouviu tais palavras reproduzidas pelo mensageiro, ficou deveras enfurecido, e achou que o homem era no mínimo louco ou ignorante.

Como ousava dizer que ele era servidor e recusar-se a falar com ele, que era amigo de Deus?

Ninguém jamais tivera a insolência de chamá-lo servidor.

Nenhum poderoso, rei ou sultão, nem mesmo um simples súbdito tivera a inconsciência de tratá-lo daquele modo!

O sábio, porém, ousou replica

-Ilustre Majestade, Imperador supremo, correste os dois mundos em busca da imortalidade por causa de um desejo violento, do qual te tornas-te escravo, servidor.

Com todos as tuas legiões e os teus exércitos valentes, venceste todos os continentes por desejo de poder e por cupidez.

Agora queres também encontrar a fonte da vida.

O teu coração só se satisfaz com a cupidez e o desejo: não passas de um servidor, pois temes perder a vida e os teus tesouros.

Mas, para ganhar os mistérios da vida, os bens materiais não te servirão.

É o universo que precisas ganhar, mas, acima de tudo, o universo da alma.

Por fim, Alexandre, o Grande, entendeu então que o homem não era louco, que era sábio entre os sábios e imperador entre eles. E que tê-lo encontrado era, para Alexandre, naquela nova viagem, uma das suas maiores vitórias.”

” Farid al-Din `Attar”

Se não sabes o que quer dizer “cupidez” aqui está o significado:

Ambição, geralmente, por propriedades e/ou bens materiais; desejo excessivo por riquezas; ambição, cobiça: dominado pela cupidez, abandonou seus principais valores morais.

Gostas-te da história?

Para ti, qual é a mensagem?

Qual é a visão que tens desta história?

Quais são os teus valores morais?

O que é mais importante para ti?

Responde deixando as respostas num comentário, mais abaixo.

Se veres o que eu vejo e tiveres a mesma visão que eu e os mesmo valores.

Se calhar um dia, vens trabalhar comigo e descobres a liberdade.

Subscreve a Minha Newsletter para mais informações.

Muito grata por estares aqui!


7 Passos Para Contares a Tua História Em Público

Já alguma vez contas-te a tua história em público?

Este artigo destina-se a todas as pessoas que por alguma razão, têm de subir ao palco e contar a sua história.

Como eu já tive de fazer uma vez!

Começas por dizer…

O teu nome;

De onde vens;

O que fazes ou fazias profissionalmente.

Falar sobre o motivo que te levou a subir ao palco e contar a tua história.

Sei por experiência própria, que subir e falar, não é fácil, ou muito difícil para quem nunca o fez.

Ficasse muito nevoso e sente-se como se tivéssemos “borboletas” na barriga, e se for preciso com vontade de vomitar.

Mas com calma e algum treino, tudo se faz, e vais ver que vai correr tudo bem.

Antes de ires para o palco:

Foca-te no que queres dizer, no que é importante para ti dizer, mas sem dizer demasiado.

Diz apenas o necessário, mas o que te vai no coração, na alma.

Palavras que ensinam, inspiram e motivam a tua plateia

E ensaia para ti, em primeiro lugar e depois para os amigos, família, ou colegas de trabalho.

Pensa na roupa que queres vestir, como queres ir e estar nesse grande dia.

Pensa em algo bonito, discreto e confortável.  Algo que te faça sentir bem e confiante.

Acredita em ti, sempre. Assim como nas tua capacidades

Eu acredito em ti e sei que vai correr tudo bem.

Segues estes 7 passos para contares a tua história em publico:

 

1 – PREPARA-TE A TUA MANEIRA PESSOAL

Para te sentires mais confiante, prepara-te psicologicamente para o que tens de fazer.

Pensa e decidi como é que queres ir vestida, os acessórios que queres levar, a maquilhagem que queres usar.

E depois imagina-te todos os dias a entrar no plano e a falar para o publico. 

Fiz isso e ajudou-me imenso!

2 – NUNCA DECORES O TEU DISCURSO.

Não escrevas o que queres dizer num papel e tentar de corar, esquece!

Caso contrario vais esquecer tudo e perdes a noção do que tinhas para dizer.

Tem apenas a certeza do que é que queres falar e ensaia para ti.

 

3 – CONTA O QUE A VIDA TE ENSINOU.

Fala sobre as tuas experiências de vida, as tua mudanças e o que te levou a mudar.

Fala sobre os teus fracassos e as coisas menos boas que te aconteceram e como conseguiste  superar-te.

Conta os teus momentos de superação, de evolução, de crescimento pessoal.

Contas os teus momentos “háhá” e como isso te ajudar a mudar a tua vida.

4 – REÚNE E ORDENA MENTALMENTE SOBRE O QUE QUERES FALAR.

Seja qual for o assunto, não precisas de contar tudo, se houver algo que no qual não te irias sentir à vontade não fales.

Fala só no que realmente é mais importante, mais relevante e ordena tudo mentalmente na tua cabeça.

Faz a apresentação e começa a contar a tua história, com principio meio e fim. Um discurso coerente e directo ao assunto.

5 – ENSAIA O TEU DISCURSO COM OS TEUS AMIGOS.

Convida aqueles amigos no qual te sentes mais à vontade e ensaia para eles.

Os teus amigos vão te ajudar! Vão ajudar-te a melhorar e a falar de uma forma mais descontraída.

Fiz isso e ajudou-me muito!

 

6 – Fala de forma simples e modesta.

7 – Acredita que és capaz e fala com confiança e entusiasmo.

 

Depois de estares no palco:

Enquanto o teu publico, bate palmas pela tua entrada no palco, respira fundo e mantém a serenidade.

Começa por dizeres o teu nome, aonde moras e qual o motivo de estares no palco.

Nunca andes, de um lado para o outro, no palco.

Mas, também não precisas de ser uma estátua.

Fala e move-te o mais natural possível.

Fala com confiança e entusiasmo.

E inspira o teu publico, se for caso disso.

Muito grata por estares aqui!